terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Estou de rastos..

Quem me manda ir ontem depois do trabalho enfiar-me num centro comercial fazer as últimas compras de natal?!


Agora tou aqui tipo morta-viva, cheia de dores nas costas! Pareço as velhas, eu sei... :S

E eu que prometi, quando deixei de trabalhar numa loja chamada "Pull and Bear" que nunca me iria enfiar em centros comerciais nestes dias... Mas teve que ser, desculpem antigos colegas, teve mesmo que ser! LOL

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Só pode ser culpa do tempo...

Agora na hora de almoço comprei uns chocolates Kinder, daquelas embalagens que trazem quatro barritas e comi TODAS seguidas! Graveeee... Muito graveee!

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

You can see my heart beating..

Perdes-te o jogo,
Pior, perdes-te a oportunidade de dizer tudo o que disses-te ontem no tempo certo, na altura certa.
Mesmo que "tempo certo" na vida, não exista... existem oportunidades e essa já a perdes-te!


Então... deixa-me seguir a minha vida da mesma maneira que eu te deixei seguir a tua quando me pedis-te e deixa que continue a ter um carinho, mesmo que pequenino, por ti... que me permite não te odiar!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Epáaa...

Eu não senti o Sismo! Tou tristee.. LOL

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009



Please look within and ask yourself...


Nobody has in itself the perfection and we all make mistakes, over and over again!




.

Estava bem...

Era na cama! Alias, estava bem no sofá de manta nas pernas o dia todo a "papar" séries de TV. LOL


Aiii... Isso é que era. Em contrapartida, vim trabalhar, apanhei o meu comboio e esqueci do chapéu de chuva no carro (que ficou com a minha querida mãezinha).
Conclusão: Cheguei à estação de comboio do areeiro, saí do comboio e chovia a potes, oraa.. saiu uma molha aqui para a Fia. :S

E ainda por cima, dps da Xô doutora ontem me ter dito que tinha o sistema imunitário em baixo devido a uma tal de gripe A que tive há coisa de um mês, que tinha que me alimentar, fazer antibiótico e vitaminas (para não apanhar nada pior), descansar e ter cuidado. Oraa, apanhar uma molha, logo de manhã, parece-me muito bem! LOL


*

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

É engraçado...

... como é mais fácil apontar o dedo e acusar os outros de não terem as atitudes que muitas vezes nós próprios deveriamos ter!
É sempre mais facil vestir a pele do "bonzinho" e ficar á espera que outros deixem de lado o "orgulho" e venham ter connosco para esclarecer os assuntos mal resolvidos. É sempre mais fácil agir como se as coisas estivessem no mesmo lugar e deixar que seja o "outro" a ter a "má atitude" e ficar com as "culpas" da situação, porque esse "outro" é que acaba sempre por agir mal e as suas atitudes "revoltadas" acabam sempre por gerar outras.. É sempre mais fácil, claro!
É sempre mais fácil agir, sempre, como se fossemos os unicos donos da razão e acusar os outros de se "calarem", quando muitas vezes nós simplesmente não os soubemos escutar.
Para mim, os amigos são sempre amigos. Aliás, para mim, a felicidade está em encontrar o equlibrio entre todas as coisas boas e importantes que temos na vida e partilha-las com aqueles que mais gostamos. E isso, requer TEMPO e VONTADE! Quem disse que viver bem era fácil, enganou-se! Quem disse que ser feliz sem magoar aqueles que sempre estiveram connosco, era fácil, desengane-se!
É mais fácil, do que chegar e colocar as cartas em cima da mesa, admitir que se falhou e que realmente se está mais ou menos distante, mais ou menos diferente, que as coisas há muito mudaram ou estão simplesmente diferentes. Só quem não entende isto, não percebe o que é viver.
Para mim, há coisas que tem tempo de validade, tempo para acontecer e que com esse mesmo tempo ganham forma e se tornam pesos!
Já fiz a minha parte, há muito tempo... Já confrontei a realidade, uma e outra vez e inclusivé demonstrei nos meus actos e nas minhas "mudanças" de atitude o que sinto, quem me conhece, sabe isso melhor que ninguém.
Já pedi desculpa e já admiti que também erro e que as vezes as minhas atitudes magoam os outros.
Então, porque insistem em fazer de conta que só eu é que estou mal em vez de tocarem com a mão ao de leve na consciência e pedirem desculpa a si próprios por apenas terem olhado para o próprio umbigo?

É impressão minha...

Ou está mesmo frio??!


O meu carro de manhã marcava 2 graus! Jaasssuuus, nem quero imaginar o Natal na cidade mais alta, vai ser daqueles de muitaa lareira e muito geloo! (confesso q gostooo!)

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Estou doente. (outra vez)
Estou triste.
Estou chateada.
Estou cansada.
Estou sem paciência.


Então, por favor, deixem-me só hoje sossegada (que é aquilo que mais preciso).

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

"Não preciso de amigos que mudem quando eu mudo e concordem quando eu concordo. A minha sombra faz isso muito melhor." (Plutarco)




Preciso de amigos que encarem que as coisas mudaram, que não façam de conta que são os mesmos quando não são...
Preciso de amigos que aceitem o que sou e o que penso... que mudem as suas vidas, mas que tenham a coragem de continuar ao lado de quem nunca os abandonou!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

"Não te vás embora..."

"Não te vás embora, a casa é tua, entra, experimenta, mora um bocadinho no meu coração e ouve o teu a bater. Talvez ele te diga se este é o teu lugar e chegaste ao fim da tua viagem." [Margarida Rebelo Pinto]





Porque não queres tu escutar este coração, que é livre como o teu e que só queria que ficasses mais perto, sem nunca te querer prender ou cortar as asas que tanto amas.
Porque este coração, é como o teu... Precisa de uma casa onde poder voltar ao fim do dia, quando está mais cansado... Mas uma casa, onde sabe que é livre e feliz.



"Não te vás embora", gostava eu de te dizer, mas faltam-me a força na voz... E o pior, é que sei, que estás mesmo de partida... Porque desta vez, sinto-o como nunca senti!





E estou calma... incrivelmente calma, à espera que vás!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Soube bem...

... Receber aquela mensagem e perceber que afinal...

Todas as "descascas" que te dei chegaram a algum lado.
Soube bem perceber que afinal (até) ouvias aquilo que te dizia, que afinal percebes-te a mensagem quando te disse que devias dar mais valor aos pequenos gestos que as pessoas (eu) tinham para contigo.

Soube bem perceber que estás a crescer, que o menino rebelde que tens dentro de ti está a amadurecer.
Soube bem, ouvir-te dizer que podia contar contigo para desabafar (acho que nunca me tinhas dito isto..) e que só querias o meu bem!


Soube bem, perceber que consegui "chegar a ti".



(Pequenas coisas que nos fazem ganhar coragem para continuar a andar...)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Não me perguntem

... O que se passa.



Não perguntem onde está aquela miuda cheia de garra e com uma alegria sem fim.
Não me digam que não gostam de me ver assim.
Não me perguntem se já estou melhor ou mais animada.
Não me digam que sou forte e que isto é uma fase.
Não me digam que admiram a forma como costumo encarar a vida e ultrapassar os problemas.
Não me digam que sabem que eu consigo.

Não me digam...

Só preciso que alguém me aperte a mão em silêncio e me deixe chorar até perder as forças.
Não quero as palavras que me fazem sentir pior... quero um abraço que me aqueça e que me mostre que o frio que sinto na alma... não passa de uma tempestade passageira!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Tanto faz...


Há dois anos deixaste-me a alma vazia e o coração despedaçado.
Hoje, com a distância do tempo já quase não me lembro do quanto chorei e sofri, das noites passadas em branco, de acordar com os olhos inchados de choro e de não ter forças nem para me levantar da cama, de trabalhar mais de 12 horas só para chegar a casa e ter uma desculpa para dormir, para me sentir tão cansada que nem forças tinha para sair de casa.


Quase não me lembro das noites em Santarém na loucura, repletas de álcool e disparates num disfarce contra a solidão que sentia. Do quanto me custou levantar-me e voltar a sentir que não estava sozinha no mundo e que tinha pessoas à minha volta, que ao contrário de ti, mostravam carinho e preocupação.
Quase… Não me lembro!


Quasee… Porque cada vez que me falas e por alguma razão me vêm algo desse tempo à memória, o coração fica pequeno e sente-se apertado, como se lhe tirassem o ar.
Já não me vejo nessa altura, mas o coração ainda sente dor nas cicatrizes mal saradas.


Passados dois anos, queres entrar de novo, numa vida que já não te pertence, numa rotina que já teve mais espaços teus que meus, mas que agora de ti, apenas tem lembranças que surgem enevoadas e longínquas.


Queres fazer parte de um mundo, que já foi muito teu, mas que agora colocou uma restrição à tua entrada e a pessoas que como tu, lhe queiram sugar a alma.
Perguntas se não penso em falarmos mais, em estarmos mais vezes juntos.
Perguntas se não acho que devíamos.


Não, não penso e não acho. E mesmo que tente, nunca chego a conclusão nenhuma. É como se procurasse algo num espaço vazio, ou se procurasse uma rua que já não existe ou mudou de nome. Não entendes? Não, claro que não. Nunca ninguém te magoou do jeito que tu me magoaste a mim.
Nunca ninguém te virou as costas quando pedias para que não deixasse as coisas acabar assim, que deixasse ficar a amizade, nem quando pedias para esse alguém não sair assim da tua vida e te desse pelo menos a oportunidade de continuar a ser teu amigo(a)…. Como eu te pedi a ti!!


Hoje…. Porque sabes que estou em baixo e que me faltam forças para continuar. Porque sabes que me dói a alma. Porque sabes que já ultrapassei o rancor que te sentia…
Hoje… Achas-te no direito de me perguntar se não penso que devíamos conversar mais??



Não penso. Porque como disses-te, deixou de ser importante para mim a tua presença. Tanto faz se dizes algo ou não, tanto faz se estás presente em determinada ocasião…
Tanto faz….

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Pergunto-me porque é que me consegues tocar assim?

Porque é que ainda tento que vejas as coisas de outra maneira, mesmo sabendo que isso nunca acontecerá?

Porque é que ainda tenho esperança?? Porquê??!
Uma das coisas que me deixa com mais urticária na pele e na alma...



É o meu boss falar para mim como se fosse uma atrasadinha quando me pergunta se ja tentei entrar como administrador no pc que a pass é ****** e eu lhe digo: "Claro, foi a primeira coisa que fiz!" e ele insisteee em perguntar se tinha posto bem a password e blablablaaa...





OK! O senhor sabe que dei aulas de informática, não sou engenheira, mas quer-se dizer... sei um pouquinho mais do que o básico!

enfim..


quinta-feira, 5 de novembro de 2009

No fundo...

... todos somos pedaços de pequenos nadas
Fragmentos de momentos passados que se vão acumulando em recantos de memória.

É assim que me sinto.
Como se a minha alma fosse a junção de diversos pedaços quebrados, que ao longo do tempo se foram acumulando, uns ao lado dos outros, com as desilusões que vivi.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Conversas com ela

GOSTO das conversas que eu e ela temos quando estamos a"engonhar" no trabalho..

Eu: Entretanto já comecei a tirar o verniz das unhas
Já tava a lascar e tão muito grandes, tenho que as limar

Ela: Lá tas tu com as tuas desculpas.. lol Não podias ter isso como deve ser...


Eu: chateia-me.. que queres?? Antes usava-as enormes, agora não consigo... Acho q tou a ficar velha, qualquer dia só as pinto daquelas cores bué softs e limo-as redondas.. LOL

Ela: Que bonito!! BATIA-TE!

Eu: É bom saber que estarás aqui quando tiver este tipo de ideias e que vais ajudar-me a manter a sanidade mental.. :P


Não é linda a amizade?? LOOOL :) Quando eu for mais velha, ela vai dar-me com a bengala se me der na telha de arredondar as unhas! Ahahah

Começou bem o dia hoje

Ora hoje de manhãzinha decidi deixar cair uma tupperware CHEIA de sopa, quando decidi tira-la do frigorifico para retirar alguma para trazer para o meu almoço!
Conclusão: Sopa espalhada pelo chão (por sorte não caiu em cima de mim) e acabei por ficar sem almoço! :S
Parece que a coisa hoje vai correr vai... vaaii! :S:S

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Gostoo...

É daquelas que tocam vezes seguidas no caminho para o trabalho!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Parabéns :)

Nada melhor que uma música que fala de amizade para te deixar um enorme beijo de Parabéns amiga C. Um feliz dia para ti :D

As saudades são imensas...
Obrigada pelas palavras sempre tão sábias, pelo ombro amigo quando mais precisei, pelo silêncio quando apenas precisava de um abraço...
Obrigada pelos momentos de riso e palhaçada, pelo companheirismo,
Pelo respeito e compreensão
Obrigada ao destino por nos ter cruzado... =)



Bora láaa...





E votem nos Xutos e Pontapés na categoria de "Melhor Artista Europeu"...




Va láaaa, eles merecem! :D

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Estou...

... Naqueles dias de neura absoluta que acho que se alguém fala comigo desato ao murro e ao pontapé!





Sinto-me estúpida como o caraças e não sei o que fazer!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Clube da Comédia


Início do Espectáculo:22.00
Bilhetes:

5 Euros
10 Euros lugares sentados




Fui ver e garanto que vale a pena. (Mesmo de pé, com um calor horrível lá dentro e com a dor nas costas que ganhei... fartei-me de rir e dormi mais leve!)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

.....

"É feio, extremamente feio, esquecer os reais motivos que os mantêm juntos, arranjando sempre motivos para estarem longe. Apontando cruelmente os defeitos um do outro. Não deixando espaço para beijos e palavras meigas. Andam sempre com "adeus!" pelo telemóvel e fazem questão de não serem os primeiros a enviar uma mensagem de boa noite um ao outro. Não estão bem juntos, nem sabem viver um sem o outro.

Talvez porque nunca tentaram de uma vez por todas."


Acabei de ler isto, aqui. E não é que... estas palavras pareciam dirigidas a mim?! :S (desculpa o abuso cláudia, mas hoje é mesmo isto que sinto!)


*

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Por aqui...




Voltou a chuva e o congestionamento de ar no meu nariz... (não, não é gripe A, mas não me faz sentir melhor).




Chazinho, mantas e caminha aceitam-se!!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fim de semana do BOM


O fim de semana foi cansativo, mas BOM!

Longe da azafama da cidade e pertinho da familia (e das novas aquisições: os filhotes da serra da estrela da minha madrinha que são assim qualquer coisa de fofooss... Logo prometo que publico uma foto) e com a feliz coicidência de (re)encontrar um grande amigo que emigrou a cerca de 3 anos para França e que não via desde essa altura.


Enfim.. Mesmo com o cansaço de um dia de vindima (LOL) ainda houve coragem para duas noitadas a recordar velhos tempos de cumplicidade e muita amizade.


Há pessoas assim, que mesmo passando os anos, os sentimentos não passam.

Pessoas que mesmo longe mantêm quentinho o nosso coração e o fazem pular no momento do reencontro,

Pessoas verdadeiras, únicas e nem a distância as apaga da nossa existência...


Não é isto o melhor da vida?!



:D Se não fosse não estaria eu feliz pelo fim de semana que passou (e sem ser pelo facto de ser um fim de semana de 3 dias).

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Looking for paradise

É que era assim o dia todo com esta música no repeat ;)

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Parabéns *


Muitas saudade tuas
Do teu sorriso,
Do teu abraço
Do teu conforto quando estava mais em baixo
Da tua paciência para este feitio tão especial
Da forma como me ouvias sem escutar somente as palavras

Saudades...
Do carinho
Das gargalhadas
Das horas intermináveis a fazer trabalhos
Das cusquices naquele 1º andar numa rua de Santarém :) (casinhaa boooa!)

Saudades das nossas minis
Das noites de rambóia
De quando falavas demais quando estavas "quentinha"
Saudades de momentos só nossos
, tão nossos que só nós os compreendemos! *

PARABÉNS my LOve *

"Sei lá..."

"As pessoas só muito raramente são aquilo que parecem, sempre o soube, mas então porque é que continuo a esperar o melhor delas e a nunca estar preparada para o pior? As decepções com o género humano deixam-se sempre profundamente abalada. E, no entanto, se puser a mão na consciência, eu mesma já decepcionei muitas pessoas..."


[Margarida Rebelo Pinto - "Sei lá"]


E mesmo sabendo isto... Nunca deixo de esperar mais e de me decepcionar mais! :/




Ps: Obrigada pela correcção Miguel.. São só 2 anos! ;)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

I Hate MOnday's

E pronto... É segunda-feira (o que justifica por si só o meu estado de espirito matinal...)!!



E pronto... o Socrátes vai ficar mais quatro anos no poleiro!
(só me espanta a revolta que se vê e se lê por todo o lado, já todos sabiamos qual ia ser o cenário... Se estão descontentes porque votam sempre nos mesmos??! Povo Português só sabe reclamar, mudar é que tá quieto!)




Boa semana *

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Sinto falta

Sinto-te a falta...
Não devia, mas sinto..
Talvez não de ti, mas da fuga à realidade que significavas para mim.

Sinto falta de ir ter contigo depois do habitual café com os amigos e ninguem saber,
Sinto falta que sejas o meu segredo, de partilhar contigo momentos de liberdade e loucura.
Sinto falta de seres uma especie de refugio aos dias mais cinzentos..
De não falarmos de assuntos sérios e nos limitarmos a estar juntos e deixar passar as horas.

Sinto falta de entrares no meu carro, reclamares da musica
e do banco que nunca estava à tua medida.
Dos disparates que conseguias dizer e da capacidade de fazer rir e abstrair do mundo à nossa volta.

Sinto falta do "escape" que significavas para mim
Da forma como quando estava contigo esquecia as desilusões
e de como deixei de acreditar nas pessoas à minha volta

Quando estavamos juntos, esquecia que estava triste e que à minha volta nada fazia sentido
Sinto a falta de não criar ilusões sobre ti
Mas mesmo assim deixar que fizesses parte dos meus dias

Sinto falta da loucura que nos acompanhava
e que nem tu nem eu questionavamos o porquê
Sinto falta que preenchas os buracos vazios do meu dia


Sinto falta de sorrir contigo...

Ás vezes...

... acho que deveria ser mais "fraca" (diga-se não em força física).
Acho que deveria mostrar mais que também não sou de ferro
Que também sinto, me firo... que também´tenho dias em que doí a alma e não sei o que fazer com isso.

Sei que uso uma máscara, para me salvaguardar (foi uma forma que encontrei há muito tempo para ultrapassar barreiras)
Sei que isso faz com que as pessoas pensem "Gostava de ser como tu!"

Mas... Não sou nenhuma super-mulher
Também sinto
Também sofro
Também choro
Também tenho as minhas fraquezas
Também preciso de apoio, carinho, compreensão


Porque não.. NÃO SOU A SUPER-MULHER! Mas apenas uma MENINA MULHER!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Adormeci...


... a chorar pela segunda vez esta semana.


(estou naquela fase que preciso mandar cá para fora todas as coisas que fui guardando ao longo dos ultimos meses, mesmo depois de as ter ultrapassado, agora é que me chega a necessidade de deixar cair as lagrimas..)

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Na vida...

... vamos aprendendo que na maior parte das vezes
Apenas podemos contar connosco próprios para continuar a caminhar

Vamos aprendendo que os amigos vão e vem quando menos se espera.
Que aqueles que julgavamos sempre presentes, sem questionar
Também partem e muitas vezes sem conseguirmos perceber o porquê

Na vida, aprendemos que nada certo
Tudo muda, tudo se transforma
E crescer, torna-se inevitavel
Aprendemos a lidar com as mais diversas situações
Com as delilusões e a magôa de não ter tudo o que queremos

Aprendi a ser feliz nas pequenas coisas
Aprendi a dar valor aos mais pequenos gestos do dia-a-dia
Aquela amiga que não me procura todos os dias, mas que num dia chave tem a capacidade de me olhar nos olhos e ouvir o que me vai na alma
Aquela pessoa que agradece um pequeno gesto que fiz mesmo sem pensar

Aprendi que estamos mais vezes sós que acompanhados
Que temos que aprender a suportar isso por mais que custe
Que temos por vezes que ir buscar energias ao fundo do ser para ultrapassar determinados obstáculos


Na vida, aprendemos que nem sempre somos felizes e que isso também faz parte da felicidade.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Pedaço de sonho... AÇORES

É este lugar onde tive o prazer de passear, festivalar, mergulhar... durante 10 dias.
Amei e espero muitooo voltar! :)
(só para não pensarem que morri, mas a escrita tem andado parada para estes lados..)









segunda-feira, 20 de julho de 2009

Quando...

... perdemos um amor, é a amizade que nos ajuda a limpar as lagrimas,

e quando damos por nós sem A amizade, o que nos ajuda a limpar as lagrimas?!

terça-feira, 30 de junho de 2009

A unica coisa que me deixa feliz hoje...

... É pensar que amanha são as ultimas 5horas a aturar estes meninos e fico livre de lhes dar aulas! Ehehehehehe

Depois um mês de reuniões, exames e cenas! Mas tudooo, é melhor que mais uns dias a dar aulas a estas pestes de cabelos à surfista, mania que são gente porque já saem à noite! LOLOL



Coiso! **

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Hojee....

.... Não sei porque, sinto como se o meu mundo tivesse desabado de novo! :S

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Grrrrrrrr

Estado da minha pessoa hoje: SEM PACIÊNCIA PARA OS MEUS ALUNOS!!!


Estes tipos consomem os meus dias, não querem fazer nenhum, desmotivam qualquer pessoa de trabalhar para eles! God dammn

terça-feira, 23 de junho de 2009

E...

Cenário: Dois corpos, colados, suados, sedentos de desejo... Um local escondido, o meu carro, a tua loucura, a minha insanidade, a nossa certeza do momento....


Um fim de noite just perfect! :)


segunda-feira, 22 de junho de 2009

Não preciso de palavras....



...Preciso de Acções…
Não preciso que me fales
Preciso que me sintas
Não preciso que me escrevas o mais belo dos textos
Preciso que me olhes nos olhos
Não preciso que o telefone toque
Preciso que TU me toques
Não preciso de frases feitas
Preciso sentir o sangue a correr-me nas veias quando estas por perto
Não preciso de intenções
Preciso de gestos, de carinhos
Não preciso de imagens
Preciso de corpos colados
Não preciso de ilusões
Preciso de verdades

Não, não preciso de palavras
Preciso de ACTOS, de SENTIR, de VIVER…

domingo, 14 de junho de 2009

Fim de semana

Depois de uma noite de Santos Populares que começou com poncha caseira para nos fazer companhia na viagem de metro até ao Cais do Sodré, regada de alguma cerveja para ajudar à longa caminhada entre Santos e a Bica, entre a Bica e o Castelo e novamente entre a Sé e Santos (com paragens pelo meio em mais uns sitios históricos da nossa cidade.. LOL), ruas repletas de gente, musica e muita loucuraa... :)
Eis que o fim de semana é passado em casa a preparar aulas (sim, dou aulas até dia 3 de julho, vivam os cursos profissionais e os módulos que os meus meninos tem atrasados, por causa das diversas substituições a que estiveram sujeitos!) e a tentar fazer um portefólio para a minha avaliação enquanto docente (baaahhh... Não é fácil, não!)
E pronto... Não digam que os professores não fazem nenhum. São muito poucos os que conhecem a realidade da profissão! (eu própria desconhecia e digo-vos já.. que não é fácil não senhor..)
Bem... vou continuar ali no meu portefólio (sim, enquanto aluna sempre deixei tudo para o fim com a desculpa que trabalho melhor sob pressão...(típico!) Uma realidade que mesmo agora ainda não consegui mudar.. Que posso fazer?) LOOL

terça-feira, 9 de junho de 2009

....


Já alguma vez se sentiram fora do vosso corpo?

Já alguma vez sentiram que vagueiam pelas ruas da cidade sozinhos e que mesmo que passassem aos gritos no meio da multidão ninguem vos ouviria?

Já alguma vez sentiram que a vossa alma está a quilometros de distância do coração e consequentemente, a quilometros de distância de vocês?



É assim que me sinto, longe de mim!
Sinto a alma longe do corpo a que pertence...

Sinto que essa mesma alma está vazia e perdida

Que precisa de se encontrar e não sabe que caminho percorrer...



Sinto que preciso me perder para me encontrar de novo!

Sorrir

"O meu único desejo é conversar.
Conversar com alguém que ainda saiba sorrir."


[José Manuel Saraiva]






(Tão simples como isto... Peço muito?!)

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Não dá para acelarar aí o tempo, não??

... Nunca mais é dia 31 de Julho para eu estar num avião à caminho dos Açores, para 10 dias no paraiso sem pensar em nada que me xateie aqui do continente.






(Hoje estou sem paciencia para nada, nem ninguêm... se me virem na rua com um cartão na testa a dizer "DON'T DISTURB" não se espantem)

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Tchaannaannn...


Aqui está ela... num pezinho ainda um


bocadinhu inchado! LOOL

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Falta pouco...

.... menos de duas horas para estar em sofrimento para fazer algo que tem vindo a ser adiado há quase dois anos. É HOJE... e prometo que logo publico fotos com o resultado! =)
(pareço uma criança tonta a espera do momento... ahah )

terça-feira, 2 de junho de 2009

Conversas e desabafos I

Tenho por hábito ligar à melhor amiga quando vou a conduzir no transito para casa, é assim uma espécie de rotina só nossa e que gostamos de manter.
Claro que estas conversas são recheadas de diversos momentos de loucura e muita confidência a mistura. Ela conta as coisas que vê e eu também e pelo meio vamos falando daquilo que nos aconteceu ao longo do dia.
Ontem foi uma dessas conversas:

Eu: “Ainda não te contei a melhor de sábado a noite?”
Ela: “Uii.. até tenho medo.. Que se passou?”
Eu: “ Paah.. O J.R. mandou mensagem eram pai umas quatro da manhã a perguntar o que é que eu andava a fazer… Respondi que tinha ido sair e ele perguntou onde… Respondi **** (o sitio em questão apenas), depois perguntou se ir ficar lá muito tempo e eu disse que não..”
Ela: “Devia querer ir lá ter… Ahah”
Eu: “Nãooo… a seguir mandou a mensagem a dizer assim: “Ia dizer para passares aqui em casa, mas acho que já sei q resposta”; Ao que eu respondi: “Se sabes a resposta não preciso responder, poupas-me tempo.”
Ela: “F*****, Ganda lata!”
Eu: “Mas há mais… A seguir ainda me disse: “Um bocadinho de menos arrogância também não era mau, mas enfim… O respeito já lá vai há bue!” Ao que eu lhe disse: “Tu que nunca me respeitas-te, não és ninguém para me falar de RESPEITO!” Acho que depois disto ele se cansa e me larga a perna.”
Ela: “Olha que não sei… Ainda recebes uma mensagem daqui a pouco!”
Eu: “Epaa… o meu 96 tocou!”
Ela: “Não me digas que é ele??!”
Eu: “Poçaaa… deves ser bruxa! Adivinha lá… uma mensagem a dizer “OLAAA”
Ela: “Eu dissee…” (risos)
Eu: “Acho que lhe vou fazer um desenho… e olha, responde tu que eu agora não posso!” (risos)
Ela: “Paaah… ele pode juntar-se ao P. e abrir um ferro velho, de certo que criavam o maior da Europa”
Eu: “Não amiga… Juntos tinham o maior ferro velho do Mundooo”

E pronto…. Gosto sempre imenso das nossas constatações! LOL

Aiiii...

Quinta-feira vou fazer uma tatuagem no pé mais a minha amiga C. que já está marcada há quase dois meses.
Estou apavoradaaa! LOOL ;)
Sou medricas, eu sei!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

"E eu tenho medo...


...confesso, de dar o mundo onde guardo tudo o que mais quis salvar..."



(Mafalda Veiga - abraça-me bem)

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Lost...


Tenho andado às voltas para escrever, mas cada vez que começo uma linha...

Logo volto atras e apago tudo. Não me saí nada de jeito, nada de concreto, nada com principio, meio e fim.


Acho que é porque a minha alma anda assim... Meio perdida, meio partida, meio meio... Pla metade!





Assim, deixo-vos aqui uma musica cujo o titulo diz tudo...

Abraças-me?! :$

segunda-feira, 18 de maio de 2009

"Aprendi...

..... . que, algumas vezes, tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender."
(Autor desconhecido)

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Tua falta...

Gostava de ter as palavras certas, no momento exacto...
Para te dizer que gostava muito que estivesses comigo aqui, hoje! :(








(possa... que sinto a tua falta! Como é possivel?)

Alguém me ouviu...




Alguém me ouviu (mantém-te firme) - Boss AC


E pronto.. daquelas musicas BRUTAIS!

Em tudo.. Letra, sonoridade, mistura de estilos e vozes! Daquelas que fazem repeat no rádio do meu carro! ;)

terça-feira, 12 de maio de 2009

É oficial...


... Preciso de mimooo! :(

hajaa paciênciaa..

Levanto-me eu, cedinho... Para as 8h25 estar a dar aulinha e chego aqui ninguem tem terminado o trabalho que pedi, dou 15 minutos para finalizarem os trabalhinhos...




E quando dou por mim, passou meia hora e eles estão todos a jogar em rede a uma treta qualquer! =/
Lá levanto a voz que quero os trabalhos, eles até os entregam... Mas ter de novo a atenção deles para conseguir dar a aula, é uma verdadeira aventuraaa..
Raiiooo dos miudos paah!




Lá vou eu novamente cortar os pulsinhos e volto jaaa*

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Não entendo...

... Acho que nunca vou entender a mente masculina!
Um... pede se podemos falar, mesmo sem saber que mais quer que lhe diga, respiro fundo e digo que tudo bem! Depois, muda de ideias e diz que é melhor não conversarmos porque ia dar "mer**" (nas palavras dele) mas tenta ter a tal conversa por sms! (claro que tive que ser rude e dizer que se não quer falar cara a cara, também não vou discutir assuntos passados por sms! Ele amua e pronto!)
O outro... arranja uma loira oxigenada para namorada. Tá uma semana sem falar e depois liga pa saber como estou e se não tenho saudades! (Enfim....)
Vou ali cortar os pulsinhos e venho jaa**

sexta-feira, 8 de maio de 2009

O fenomeno...

... Do hi5!

Nas minhas aulas fico doida com a importância que os miudos hoje em dia dão ao Hi5 (também tenho e até acho piada mas estes adolescentes tem nisto uma pequena/grande parte da sua vida e dão mais importância a isto do que as aulas).

É a ver quem tem mais amigos, mais comentários, mais fotos... OMG, é a p*** da loucura!


É ve-los acabaram as fichas e os trabalhos que proponho e a perguntar:

"Storaa.. podemos ir ao hi5?" LOL


Passamos da geração "morangos com açucar" para a geração "hi 5"!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Incrivelmente....


... e por muito que me sinta triste ou “magoada”… Quando penso em ti a minha boca abre-se e transforma-se num pequenino e ingénuo sorriso de alguém a quem a vida ainda não roubou os sonhos.
Tens a capacidade de me irritar e fazer com que só me apeteça que saias da minha tão vida tão depressa como entras-te, que te vás de uma vez e que pare este nosso “jogo” de interesses e contradições.
Mas ao mesmo tempo, quando a imagem do teu rosto me percorre a mente, sinto-me criança, sorrio pelos momentos que partilhamos e pelas vezes que sorrimos juntos.
É incrível como quando estamos juntos não conseguimos evitar o contacto, é incrível como mantemos acesa a chama da sedução mútua. Se eu não olho, fazes questão de passar mesmo à minha frente. Se tu não olhas, faço eu questão de chamar a tua atenção de qualquer forma e acabamos sempre com a mesma troca de olhares.
É incrível como esse teu jeito de menino rebelde me seduz, não me ilude, não me leva a acreditar que irás mudar por mim, não me faz sonhar que um dia estaremos juntos e felizes com uma relação perfeita. Mas é incrível como me prende a ti sem querer sair e apenas pensar em aproveitar cada momento em que olhas para mim e sorris.
Somos aquilo que muitos chamam “cão e gato”. Tão depressa me agarras a cintura e sussurras ao meu ouvido que tens saudades como te zangas porque te atiro verdades a cara e foges.
E o mais incrível…. É que gosto disto e não me consigo chatear a sério contigo.




Incrivelmente…. Gosto deste nosso “jogo” e não quero deixar de o poder jogar sempre que me apeteça, sempre que te apeteça, sempre que nos apeteça!
Porque quando estas por perto, não me sinto mulher, sinto-me menina. Uma menina sorridente, sem preocupações e sonhadora.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Para ti...


... que demoras-te a ver quem era, que nunca valorizas-te o que fiz e sofri por ti...
Hoje queres que te dê mais? Hoje quem não quer sou eu!
Hoje achas que te podes meter na minha vida como se nunca dela tivesses saído, como se nunca me tivesses pedido para ir embora?!
Hojee.. depois de ter (re) aprendido a andar sozinha, perguntas-me porque voltei a entrar na tua vida quando tu é que quises-te voltar à minha?!
Hoje... Para ti... Que um dia dei o meu coração, não tenho nada mais para dar!






(Porque será que as pessoas nos tomam por garantidas e só depois de verem com os proprios olhos que afinal conseguimos MESMO seguir em frente é que dão valor àquilo que fizemos antes?! TOO LATE FOR U! Porque sim, na vida há coisas que tem prazo de validade... e a minha validade para ti acabou quando aprendi a viver sem a tua presença e a pensar mais em mim!)

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Dia Internacional da DANÇA! :D

"Criado em 1982, por iniciativa do Comité da Dança do Instituto Internacional do Teatro, o Dia Mundial da Dança celebra o nascimento do coreógrafo francês Jean-Georges Noverre (1727-1810), criador do ballet moderno e grande impulsionador da dança. Espectáculos e outras iniciativas por todo o país, assinalam o Dia Mundial da Dança."


- In Publico, dia 29 de Abril de 2009





POis é... Para quem não sabe hoje o dia assinala algo importante para aqueles (que como eu) tem na dança a sua paixão de vida, o seu alento, a sua fuga e refugio da liberdade! O DIA INTERNACIONAL DA DANÇA!


Seja qual for o género, seja qual for a cultura... a dança une as pessoas e faz com que ao sabor da musica todos se fascinem com os passos e as coreografias tão bem executadas! A dança é uma linguagem universal capaz de calar qualquer guerra!


Para os bailarinos, dançarinos, coreograficos ou simples amantes da dança em geral... FELIZ DIA!






E já agora... MUITOS PARABÉNS A MIM que celebro aninhos (nem por acaso) neste dia! :):)

Por mais que tente...


....confesso que se há coisa que não entendo é aquela espécie humana denominada de HOMEM (ou então o problema tem mesmo a ver com o facto de lidar com MIUDOS! Baahhh).
O ultimo “affair” foi tudo de bom e de mau. Uma mistura de “one night stand” com o inicio de uma relação com cabeça tronco e membros. Ao mesmo tempo que me dizia que não queria assumir nada mais sério (coisa que eu concordava, pois queria levar a coisa com calma e aproveitar aqueles momentos que só são possíveis quando a “coisa” é fresca e secreta) também exigia e reclamava extrema atenção quando por acaso eu não enviava uma mensagem de bom dia ou não avisava quando chegava a casa depois de ter ido ao café com as amigas ou tinha ido sair para um local diferente do dele.
Depois… era capaz de ir ao café com os amigos e deixar-me pendurada a meio de uma conversa trocada vida sms. E mesmo que eu reclamasse para ele era como se nada fosse.
Tinha tanto de carinhoso como de desinteressado ou bruto. Quando a conversa ficava mais “séria” fugia como o diabo foge da cruz, mesmo que fosse sobre relações passadas ou até sobre outras pessoas. Ou então fazia perguntas do tipo: “E tas interessada noutra pessoa?”; “Se eu fosse jogar para o Tojal, o meu irmão levava-me e depois tu ias buscar-me ao treino e assim ‘tavamos mais vezes juntos, que dizes?”; “Gostava de ir contigo no teu dia de anos para Santarém!”
Enfim… uma infinidade de contradições e sensações contraditórias. Era todo caloroso e conseguia ser a pessoa mais fria a distante.
Tinha um sorriso maravilhoso, de menino malandro e doce. E olhava-me nos olhos, bem no fundo quando falava ou simplesmente me ia beijar. Agarrava-me na cara e sorria olhando para mim, dizia o maior disparate que lhe vinha a cabeça e ria sozinho, sentava-se no meu carro como se sempre lá tivesse andado e pedia-me para o deixar conduzir na A5 como um miúdo que pede um gelado a mãe num passeio de verão. Reclamava da música que tinha no carro, mas depois cantava do princípio ao fim.
Deu-me o mundo e depressa mo tirou com a sua instabilidade e fuga constante. Quando dei por mim, estava como ele: instável e insegura! Então as coisas foram-se perdendo.
Pergunto-me de quem será a culpa?! Inicialmente culpei-me a mim e a minha falta de jeito nas relações, à teimosia em manter o meu espaço e a minha liberdade. Mas afinal… ele também fez questão de afirmar milhentas vezes que não queria nenhuma relação seria por enquanto e no final… foi parar aos braços de uma menina que lhe pareceu mais “certa” que eu, mais estável e mais dedicada e afinal até quer assumir algo.
Depois nós mulheres é que somos complicadas?!
Devia ser daquelas que armam escândalos e puxam cabelos a tudo e a todos quando eles as deixam, devia ter gritado, berrado e feito o maior dos escândalos. Mas não… levei sempre todas as discussões da forma mais branda, de forma a deixar sempre tudo muito bem esclarecido entre nos e hoje parece que não consegui nada disso.
Por estas e por outras é que continuo sem ninguém, sem um compromisso sério (entenda-se namoro), porque cada vez que me envolvo um bocadinho mais as coisas acabam por seguir caminhos distintos e muito diferentes de quando começam.
Resta a lembrança de bons momentos que se viveram e a esperança de seguir em frente.

domingo, 26 de abril de 2009

Tento...

.... concentrar-me e não consigo!
Tento que as horas passem depressa e se acumulem umas às outras por forma a que isto que grita dentro do meu peito saía de uma vez por todas.
Tento não lembrar, mas cada vez que fecho os olhos vejo-te a olhar para mim, com aquele sorriso malandro e doce que um dia me tirou o ar e que hoje... não me deixa libertar!
Vêm-me à memoria os poucos momentos que partilhamos e que se esfumaram quase num segundo.
Não queria, mas desejo mais do que alguma vez consegui imaginar o teu olhar colado no meu, o teu abraço quente que me fazia esquecer as horas e o teu sorriso que me fez voltar a acreditar que as coisas podem mudar para melhor.
Vieste sem que pedisse, deste luz e cor aos meus dias cinzentos, deste alento a um coração partido e repleto de remendos...
E agora, vais... Tão depressa como vieste! Vais e levas contigo tudo aquilo que me deste e toda a esperança que estava esquecida e que contigo voltei a lembrar...
Vais e deixas de novo este coração partido e por remendar.
Um coração que não queria mas que hoje sabe que lhe fazes falta e que sem ti não consegue bater!
Foste um misto de tudo e nada... e agora que vais, fico mais uma vez só e sem forças para continuar!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Hojee...


... Agarrro "nas malas" e vou recomeçar outra vez mesmo que o coração quisesse muitooo ficar aqui!



(Tem que ser... e enfim..!)

terça-feira, 21 de abril de 2009

Fica...

... mesmo que te pareça uma loucura
Mesmo que eu seja a mistura do certo e do errado,
Mesmo que te apeteça fugir
Mesmo que a tua cabeça esteja noutro lugar
Mesmo que nos pareça que isto não passa de um momento
Incerto e instavel, que não vai durar
E mesmo que nenhum dos dois saiba para onde vai
Mesmo que tenhas medo de ficar


Ficaa... Só por hoje, mas fica...
Como se o Hoje fosse para sempre e terminasse amanhã!





(Assim.. na indecisão de tudo!)

O mundo é dos...

... P E Q U E N I N O S !!

Opaa... Amo, venero este anuncio! Quando penso que a publicidade em Portugal é uma verdadeira mer**, aparece uma reliquia como esta!
Muitoo muitoo BOM! Afinal a imaginação e a capacidade de inovar de alguns dos nossos criativos existe e consegue fazer bons anuncios a publicitar da melhor forma os seus produtos. PARABÉNS a agência LOWE!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Posso nem sempre...

... dizer as coisas da melhor maneira
Posso por vezes ser bruta e demasiado frontal
Posso gritar contigo quando sinto que tas no caminho errado
Posso nem sempre ter o dom de dar conselhos com toque de magia e subtileza
Sei que sou 8 ou 80
Que as vezes por mais que não queira, acabo por magoar com as palavras que só sei dizer acompanhadas de punhais
Sei… que não sou perfeita.
Sei que também não o és.
Posso as vezes estar mais presente em corpo que em espírito, perdida nos meus pensamentos que me levam para longe de ti
Mas sei que sabes que sempre que o mundo te trocar as voltas
Que sempre que te sintas “perdida” e a vida te pareça tudo menos cor-de-rosa
Sempre que olhes para o céu e as tuas estrelas não brilhem mais
Sempre que a tristeza te invada e percas a força para voar
Eu estarei ali… Para ti! De braços e coração aberto
(como tenho estado nos últimos 16 anos). :)


Porque sabes….
“Faz parte ser um pouco perdido,
Faz parte começar outra vez,
Faz parte ir atrás dos sentidos e voar a sentir o mundo na ponta dos pés”


Se há amizades que duram uma vida… a nossa já tem uma longa caminhada! :)


PARABÉNS AMIGA K.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Mas gostava mesmo, mesmo!



"Gostava de ser o teu sossego onde choras e ris...

Teu porto de abrigo, um aconchego onde tu és feliz..."








(Isto, porque o meu grande amigo H. diz que devemos escrever aquilo que mais queremos, para acreditar e dar força a que isso aconteça.. E... Eu gostava mesmo que fosse assim!)

terça-feira, 17 de março de 2009

Chego a conclusão....


.... que estou feita de uma massa dura de quebrar. Duríssima. Criei em mim barreiras que não consigo (e não sei se quero) quebrar. Durante imenso tempo pus uma mascara e afastei de mim todas as possibilidades de me apaixonar por alguém. Conheci imensas pessoas, umas mais interessantes que outras, mas quando o interesse aumentava, eu fugia e fazia de conta que não se passava nada.
Não deixei de me envolver aqui e ali, em diversas ocasiões que acabaram por se desvanecer no espaço e no tempo.
Fui-me desculpando com uma relação falhada e com as marcas que me deixou. Entretanto a vida tem-me mostrado que finalmente me libertei. Abri os pulmões e gritei bem alto “ESTOU LIVRE!”.
Mas… não me libertei de mim mesma e dos muros que fui criando ao longo dos tempos.
Chegaram então as sensações que a muito procurava e ansiava voltar a sentir, mas os muros continuam. Embora queiram ser derrubados de vez, embora a minha vontade seja deita-los abaixo… sinto que não consigo e que devido a isso talvez esteja a perder “o comboio”.

Gostava de poder libertar-me de verdade e deixar o corpo e a mente levitarem em simultâneo sem me deixar chegar de novo com os pés ao chão. Gostava mesmo de poder deixar a serio que fizesses parte desta minha caminhada e que fosses tu toda a razão das minhas loucuras e devaneios mais secretos. Sei que não tenho esse direito, mas gostava que ficasses por aqui… até eu conseguir (poder) viver aquilo que sinto dentro de mim.












(sei que o texto está confuso, mas esta mente ainda não consegue escrever com clareza... mas ja precisava desabafar! )

segunda-feira, 9 de março de 2009

Não há palavras...

... para descrever o que de momento me vai na alma.
Não consigo escrever, nem pensar... Peço desculpa, mas provavelmente este blog estará parado por uns dias até as ideias irem ao lugar.
Infelizmente acontecem coisas que nos abalam onde mais nada consegue tocar.. e eu estou assim, ferida por dentro, aos bocados, sem saber o que fazer, para onde me virar...
Esta é daquelas alturas em que queria acordar e acreditar que tudo não passava de um pesadelo horrivel!
(mas infelizmente para mim e para esta familia é bem real e doloroso!) :(

quinta-feira, 5 de março de 2009

(Re-vira) Voltas...

Ele - "Mas... tens alguem?"
Ela - "Não se pode dizer que sim, mas também não posso dizer que não?"
Ele - "Humm.... é serio?"
Ela - "Não sei... Estamos a conhecer-nos e não quero criar expectativas"
Ele - "Taooo... quer... quer dizer... quer dizer que...."
Ela - "Sim... Quer dizer que sim...."
.




(Há coisas que não precisam ser ditas... Não é? Podia dar-me gozo, mas já nem isso me dá... Sim, agora é tarde demais para ti!)

terça-feira, 3 de março de 2009

Reflexão do dia

"Não preciso de amigos que mudem quando eu mudo e concordem quando eu concordo. A minha sombra faz isso muito melhor." (Plutarco) .
.
.
.
.
.
.
Não, não preciso de amigos que façam tudo o que eu faço, nem que concordem com todos os meus disparates, pelo contrário preciso de pessoas sinceras, capazes de fazer julgamentos dos meus actos e de me dizerem o que pensam frontalmente.. Mas ao mesmo tempo que me deixem cometer os erros e aprender com eles.
Os amigos não se bloqueiam.. Acompanham-se para onde quer que vão. Ajudam-se, ouvem-se e partilham o gosto das vitórias e das derrotas juntos.
É isso!

segunda-feira, 2 de março de 2009

Porque será...

.... que as decisões mais "acertadas", mais "pé na terra", mais conscientes são sempre as mais dificeis e aquelas que nos magoam mais?! :(
(Como é horrivel ser obrigado a pensar e a tomar decisões com a cabeça, quando o coração nos pede mais...)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Há olhares...

.... que nos deixam sem ar!
Olhares que nos deixam o coração a mil, nos fazem corar e olhar a volta a tentar perceber se mais alguém reparou que estamos a sorrir com os olhos em determinada direcção.
Há olhares que parece que nos roubam a alma, que nos tiram um pedaço de nós em apenas 2 segundos.

Sempre gostei de trocas de olhares. Para mim, temos muitas vezes todos os nossos medos e desejos no olhar. E por isso não olhamos da mesma forma para todas as coisas e pessoas.
Por isso, nem todos os olhares que cruzam o nosso nos fazem parar, pensar, sentir... Nos fazem querer que aqueles segundos não acabem.
Se há algo que gosto é quando vou na rua e algum olhar com aquele brilho especial cruza com o meu e me faz sorrir no meu íntimo.

O teu... Faz-me ver muito mais! Não sei porquê e esta é provalmente uma das muitas coisas para a qual não encontro explicação na minha vida.
Trocas-te o teu olhar com o meu e juntas-te esse sorriso que tem tanto de malandro como de doce.
Olhas e paras o olhar no meu, bem no fundo... Tanto que me sinto como nua quando olhas assim para mim. É como se visses para além do olhar, me visses a alma e todos os pensamentos que passeiam na minha mente. Como se conseguisses só com o olhar ler todos os meus receios e todas as minhas vontades.
Olhas com desejo, em segredo… num silêncio que só nós ouvimos no meio da confusão e barulheira das pessoas que passam e conversam entre si. Desvias o olhar e sorris. Sorris daquele jeito que me corta a respiração e me faz sentir que tudo é possível. Sorris para ti, para mim e disfarças para que ninguém perceba para onde estava desviado o teu olhar uns segundos antes.

E como gosto desse olhar, desse brilho que transportas. Como gosto da forma sorridente e leve desse olhar e ainda mais da forma intensa com que os teus olhos agarram os meus sem que eu consiga voltar a mim.

Há olhares… que nunca deveriam deixar de se cruzar!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Não é facil...

E tão pouco é certo...
Mas a verdade é que esse sorriso fez sorrir o meu coração e mesmo que seja por pouco tempo, mesmo que tenha parecido tudo em vão...
Agradeço cada instante em que a minha alma voltou a acreditar que tudo pode mudar. :)

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

É uma sensação....


... De imensa L I B E R D A D E !!



Sim, é isso... Uma sensação de chegar ao fim da corrida e conseguir atingir a meta mesmo que não seja em nenhum lugar do pódio. De liberdade, de (re)conquista do meu EU.


Durante tanto tempo, foste aquela "cruz", o ultimo a despertar em mim sensações de paz e felicidade, aquela pessoa que exercia sobre mim um poder inexplicavel, dificil de soltar... Dificil por saber que sempre que aparecias na minha vida, ela se tornaria num turbilhão de incertezas e sentimentos contraditórios. Contigo tive e dei o melhor e o pior de mim. Descobri a minha maior força e as mais profundas fraquezas.
Graças a tudo o que vivi enquanto tu exercias o poder em mim, aprendi mais, sofri mais e lutei até me faltarem as forças para continuar sempre em frente mesmo quando me faltavam todas as forças.

Hoje... Olho para ti e sinto! Sinto que já não tens esse poder, que penso e tomo acções apenas a pensar em mim e naquilo que preciso e me faz sentir melhor.
Agradeço-te por te teres cruzado no meu caminho e me teres ajudado a crescer e a tornar-me a mulher que hoje sou! Agradeço-te as horas de confisões, de suor, de lagrimas.. A cumplicidade tão nossa e que dificilmente encontrarei noutro lugar.

Mas hoje... Eu libertei-me de ti e sinto que posso voar mais longe! Mais além.... E que onde menos esperava encontrei motivos para voltar a sorrir.



E como estou feliz... :) Impossivel explicar as borboletas que voam no meu estomago e os batimentos tão incertos do meu coração que me fazem sorrir sem saber porque! Shiiiiuuu.... It's a secret! :)